A importância da saúde emocional após um ano de pandemia

Após cerca de um ano de pandemia, manter o foco e controlar a ansiedade são fundamentais

A escola tem um papel importante no debate sobre saúde mental, pois é em torno dela que os alunos passam boa parte do dia, estruturam relações afetivas e sociais, experimentam novas atividades e entram em contato com uma multiplicidade de referências culturais.

Ter saúde mental é conseguir lidar de forma adequada com sentimentos e rotinas, mantendo as atividades em dia, respeitando limites e emoções, de forma que se compreenda que sentir tristeza, ansiedade, euforia e medo, por exemplo, é normal, desde que esses sentimentos e emoções não afetem o dia a dia.

Há aproximadamente um ano, as escolas de todo o Estado de São Paulo seriam fechadas, pela imposição de uma pandemia que ainda estava em seu início. Hoje, o isolamento social e as aulas em modelo virtual ou híbrido têm desafiado os educadores e exigido a dedicação dos estudantes. Em um período diferente para famílias e alunos é importante manter a saúde emocional para superar os obstáculos exigidos nessa fase da vida.

Durante todo o período de pandemia da covid-19, a Escola Champagnat de Presidente Prudente está promovendo treinamento de professores para que possam trabalhar questões de cunho emocional, escuta e acolhimento de alunos e seus familiares.

“Essa prática da escuta e abertura à fala do aluno é essencial para as diversas situações rotineiras, como dificuldades escolares, medo, ansiedades, dificuldades de interação, entre outras”, explica o diretor da Escola Champagnat, Gleison Gomes Pimentel.

Mais empatia

De acordo com o educador, o acolhimento emocional é importante, pois permite que os sentimentos relacionados ao isolamento social sejam trabalhados em conjunto, reduzindo a distância afetiva e fortalecendo laços.

“Os alunos devem estar conectados ao presente, priorizando atividades que tragam alegria como leitura, jogos, atividades físicas leves, uma boa alimentação, inclusive tendo contato com o preparo e o manuseio dos ingredientes. É fundamental ter tempo dedicado ao sono, ao lazer, às tarefas domésticas, religiosas, de estudo para não deixar a ansiedade e o medo tomarem conta”, afirma.

Voltar