Ansiedade pelo adiamento do Enem: cinco dicas para se preparar

Especialista da Escola Champagnat de Presidente Prudente tira dúvidas e dá dicas sobre como diminuir o stress com a prova que ocorrerá no início de 2021

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) ficou mesmo para 2021. As provas do Enem 2020 devem ser aplicadas em janeiro e fevereiro do próximo ano, segundo anunciou o Ministério da Educação (MEC) na última quarta-feira, 8 de julho. 

Esse adiamento, aliado ao isolamento social, pode aumentar a ansiedade dos estudantes?

O diretor do Escola Champagnat de Presidente Prudente, Gleison Gomes Pimentel, explica que o isolamento contribui sim para o aumento da ansiedade ao passo que deixa os jovens apreensivos e tensos diante desse período de incertezas, como se algo de negativo pudesse acontecer a qualquer momento. “As indefinições quanto ao futuro e inseguranças são fatores que contribuem para um estado de angústia e de preocupação constantes”, avalia.

Segundo Gleison, esse também pode ser o período de maior índice de estresse e ansiedade que os jovens podem enfrentar. “Por isso, é importante lembrar que manter a mente alerta e o corpo saudável contribuem para o sucesso nesta empreitada”, reforça. 

A combinação de uma rotina intensa de estudos, revisão e simulados de provas, a pressão da tomada de decisão e o medo do futuro geram sintomas como irritação, cansaço e insônia. Muitos ainda deixam de se divertir e praticar atividades que geram prazer, o que pode contribuir para agravar esses sintomas.

Cuidados

A Escola Champagnat de Presidente Prudente mobilizou esforços para expandir a oferta de aulas destinadas ao Enem, a fim de ampliar a proficiência dos estudantes do 3º ano do Ensino Médio. 

O projeto Conexão Enem, visa atender os alunos com o objetivo de aprofundar e aprimorar habilidades nas quatro áreas do conhecimento (Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens e Códigos e Matemática).

“A preparação para a prova não está relacionada somente aos conteúdos que serão avaliados, mas também à consciência que os estudantes têm sobre si e sobre os obstáculos que estão à frente”, aponta Gleison.

Confira cinco dicas importantes para se preparar para o ENEM:

1 – Leia, leia, leia

Contudo, leia com intencionalidade e estratégia, buscando estabelecer relações entre as diversas áreas do conhecimento.

2 – Redação: estude as estratégias

Quanto à redação, estude as táticas de escrita de um texto dissertativo-argumentativo e faça resumos das atualidades para construção de repertório. Leia com atenção os textos auxiliares e prepare seu projeto de texto, deixando sua primeira versão pronta na folha de rascunho. Depois, volte ao seu texto para passá-lo a limpo. Certamente, você perceberá problemas que não tinha visto enquanto fazia o rascunho e já conseguirá resolvê-los nessa revisão.

3 – Estude as habilidades

Estude as habilidades cobradas na prova do ENEM, estabelecendo prioridades em relação àquilo que lhe causa maior dificuldade.

4 Atenção aos enunciados das questões

Grife os verbos dos comandos dos enunciados das questões. Isso o ajudará na hora de entender o que você realmente deve fazer. Nas objetivas, tente resolver aproximadamente 25 questões por hora, gastando cerca de dois minutos em cada uma. Aquelas respostas que você não sabe devem ser puladas nesse primeiro momento. Mas atenção: não pule mais de nove questões.  E claro: passe para o cartão de respostas as questões que já respondeu.

5 Descanse

Descanse, hidrate-se e respire com a maior tranquilidade possível durante a realização do exame. Sua saúde afeta diretamente no bom desempenho.

Voltar